Bioeconomia: conheça a chamada economia ecológica

Entenda o que é Biotecnologia e como ela é importante para garantir qualidade de vida

0
56
o que é bioeconomia

Em tempos de pandemia, pensar a relação entre a tríade, homem, natureza e economia virou questão de sobrevivência. A Bioeconomia, a chamada economia ecológica, nos mostra que o caminho é valorizar as questões ambientais.

Antes de apresentar o significado de Bioeconomia, é necessário fazer uma contextualização do cenário atual.

Recursos escassos

É fato que as tendências de valorização do meio ambiente estão impactando os negócios e a própria conjuntura econômica. 

Que a população mundial está aumentando todo mundo já sabe, o que talvez não seja do conhecimento de todos é a possível escassez de recursos naturais que podem afetar o mundo brevemente.

Situações como falta de água potável, de alimentos e energia aliado ao  envelhecimento da população e o aquecimento ambiental são motivos de preocupação.

O cenário produtivo de vários setores é ainda mais desafiador para não dizer preocupante, pois o crescimento como conhecemos hoje não é ambientalmente sustentável.

Deixar de crescer é algo impensável pois leva ao aumento do desemprego e como consequência traz recessão econômica. Aqui cabe perfeitamente o ditado popular. “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”.

Mas como conviver com essa questão?

O que é Bioeconomia?

Eis que o conceito de Bioeconomia pode nos ajudar a encontrar respostas e caminhos.

A Bioeconomia reúne todos os setores da economia que utilizam recursos biológicos, ou seja, os seres vivos em busca de uma maior qualidade de vida.

Na Bioeconomia a natureza é a força motriz e o crescimento econômico deve respeitar os limites impostos pelo meio ambiente.

A utilização de mecanismos de energia renovável, por exemplo, é considerada uma atividade de bioeconomia. Assim, enquadram-se no conceito as produções de energia com recursos do sol, vento, chuva ou marés.

bioeconomia energia eolica
Energia Eólica: exempplo de atuação da Bioeconomia

Sim, mas como funciona a Bioeconomia?

Neste modelo de economia, os conhecimentos moleculares dos recursos da natureza e da própria composição genética dos seres vivos são utilizados para desenvolver biotecnologias de produtos que ajudam a melhorar a vida ea saúde das pessoas.

O resultado é uma série de inovações que reduzem os riscos de doenças, alimentos fortificados que ajudam no combate à desnutrição e uso de energias mais limpas e em menor quantidade. 

Assim, a redução do poluição proporciona melhoria dos processos industriais. Assim a atividade nas fábricas tornam-se mais seguras, limpas e eficientes.

Economia depende da ecologia

É bom lembrar que nós é que precisamos do ecossistema e não ele da gente. Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD), a bioeconomia movimenta no mercado mundial cerca de 2 trilhões de euros e gera cerca de 22 milhões de empregos.

São essas e outras inovações que vão permitir que os seres humanos sobrevivam mais tempo e com mais qualidade no planeta terra. Garantindo o mínimo de qualidade de vida também para as gerações futuras. 

Pilares da Bioeconomia

  • Valorização do meio ambiente
  • Crescimento econômico associado à preservação ecológica
  • 22 milhões de empregos
  • Dois trilhões de euros movimentos na economia atual

País tem boa oportunidade

O Brasil tem uma matriz energética que representa grande riqueza natural, motivo que abre uma janela de oportunidade para que o país ganhe mais destaque na economia mundial.

A inovação  na chamada bioeconomia vai garantir não só mais vida no planeta mas também mais vida para a empresa.

Em meio á pandemia é ainda mais desafiador gerenciar as questões sociais, ambientais e econômicas. Pensar a economia como alternativa é um bom caminho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here